Conheça um pouco mais sobre os pinguins


Curiosidades:

Elas não servem para voos no ar, porém são muito importantes na natação. As asas são utilizadas como nadadeiras. Além disso, as patas possuem membranas que auxiliam na natação. O corpo dos pinguins possui uma camada espessa de gordura, que serve de isolante térmico, auxiliando no controle de temperatura corporal.


Se dividem em cerca de 17 ou 18 espécies, algumas delas são:


Pinguim-Imperador

pinguim imperador

O pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri) é a maior ave da família Spheniscidae (pinguins). Os adultos podem medir até 1,22 metros de altura e pesar até 37 kg. Os machos desta espécie são um dos poucos animais que passam o inverno na Antártida.

Pinguim-Rei

pinguim rei

O pinguim-rei (Aptenodytes patagonicus) é uma espécie de pinguins de aproximadamente 90 cm de altura, e que pesa de 11 a 15 quilogramas. Habita na Antártica, na zona dos ventos do Oeste e de forma rara e por acidente podem ir para o Sudeste do Brasil.

Pinguim-Real

pinguim real

O pinguim-real (Eudyptes schlegeli) habita as águas que circundam a Antártida.[1] São muito semelhantes aos pinguim-macaroni mas, contrariamente a estes, que possuem a face toda preta, o pinguim-real tem a face branca. Têm cerca de 70 cm de comprimento e pesam cerca de 6 kg. O pinguim-real só procria na ilha Macquarie e, tal como os outros pinguins, passa a maior parte do tempo no mar, mais propriamente na zona pelágica.
Não deve ser confundido com o pinguim-rei.

Pinguim-das-Galápagos

pinguim das galápagos

O pinguim-das-galápagos (Spheniscus mendiculus) é uma ave da ordem Sphenisciformes (pinguins), nativa do Arquipélago de Galápagos. Esta espécie de pinguim é, endemicamente, a mais setentrional de todas, vivendo junto à Linha do Equador. Desse modo, esta é a única espécie de pinguins que pode ser encontrada no hemisfério norte.


Quer saber mais sobre pinguins: Clique aqui